Português

No resgate daquele que é o principal gênero musical do país, um dos maiores violonistas do Brasil, Rogério Caetano, e seu inseparável amigo, um violão 7 cordas de aço Lineu Bravo, trabalharam juntos ao lado de um respeitado sambista, revivendo o samba clássico. Em cena, o cantor Zeca Pagodinho, que em comemoração aos 30 anos de carreira, escolheu o violonista para compor a equipe de músicos, na gravação do DVD “Multishow Ao Vivo – Zeca Pagodinho – 30 anos – Vida Que Segue”.

Rogério Caetano e Zeca Pagodinho

Para expressar sua arte, a excelência do violão 7 cordas de aço, produzido por Lineu Bravo, foi o instrumento escolhido por Rogério Caetano na ocasião. “Em um show tão especial quanto esse era preciso um violão que me garantisse a melhor performance. O violão do Lineu é robusto e atende na afinação, no timbre e equilíbrio. Um instrumento do mais alto nível”, explica o violonista.

O modelo, que recebe o nome de Rogério Caetano, foi resultado do trabalho de dois artistas: o violonista e Lineu Bravo. Em resgate ao instrumento que andava um tanto esquecido, os dois uniram-se para conceber um violão com referências do passado, mas composto por características modernas e ousadas.

Para um luthier, que fez ressurgir uma escola do violão brasileiro que teve seu auge entre as décadas de 40 e 70, a satisfação em ver que o instrumento ganhando expressividade e se disseminando por meio do talento de Rogério Caetano é muito grande. “É muito gratificante ver o Rogério Caetano tocando no DVD de um importante artista, como o Zeca Pagodinho, e levando com ele o resultado de todo um trabalho desenvolvido por nós, na reestruturação do 7 cordas de aço”.

DVD Zeca Pagodinho – 30 anos

Gravado no Rio de Janeiro, em dezembro de 2012, o DVD faz uma referência aos clássicos do samba. A escolha traz um repertório com músicas que fizeram parte da infância do cantor. Entre elas estão: “Diz que Fui por Aí”, com participação de Rogério Caetano, “Trem das Onze”, “Preciso Me Encontrar”, “Atire a Primeira Pedra” e o hino portelense “Foi um Rio que Passou em Minha Vida”. Além de Rogério Caetano, outros instrumentistas de prestígio, como Yamandu Costa, Hamilton de Holanda e Rildo Hora participam do trabalho.

Por Allan Torquato

- Conheça o Violão Lineu Bravo 7 cordas modelo Rogério Caetano

- Site do Rogério Caetano

- Mais novidades do Facebook de Lineu Bravo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>