Português

Zé Paulo Becker, consagrado violonista brasileiro, toca violões Lineu Bravo

A parceria entre o Luthier Lineu Bravo e o grande violonista, compositor e solista Zé Paulo Becker nasceu em um informal encontro entre amigos em um boteco no Rio de Janeiro, em 2009.

O músico Zé Paulo Becker com seu violão Lineu Bravo

O músico Zé Paulo Becker com seu violão Lineu Bravo

Nessa roda, estavam presentes também grandes nomes do violão: Rogerinho Caetano, Yamandú Costa, Marcello Gonçalves, Marco Pereira, Luis Flávio Alcofra. Zepa, como é carinhosamente chamado pelos amigos, lançou a Lineu o desafio de fazer um violão poderoso. Desde então, três violões já nasceram e foram diretamente para as mãos de Becker: dois de seis cordas e um de sete.

Carreira de Zé Paulo Becker

O músico Zé Paulo Becker apresenta-se há 17 anos se na Lapa, ao lado de seu quarteto Semente Choro Jazz, no Bar Semente. O show, que acontece toda segunda-feira, mescla clássicos da MPB, choros célebres e criações de Becker, que possui 10 discos gravados. A roda de samba com seu vasto repertório é dançante e acolhedora, o público varia entre turistas brasileiros e estrangeiros, músicos, artistas, além do pessoal que marca presença toda semana.

Como compositor, Becker fez parcerias com grandes artistas: Paulo César Pinheiro, Aldir Blanc, Roque Ferreira, Mauro Aguiar, Edu Krieger, Moyseis Marques, Tiago Torres da Silva, Pedro Luís, entre outros. Já foi gravado por Ney Matogrosso, Roberta Sá, Marcos Sacramento, Mariana Baltar, Valéria Lobão, Isabel Padovani, Paula Santoro, Nicolas Krassik e pelo Trio Madeira Brasil. O músico também já tocou com grandes nomes da música, dentre eles: Ney Matogrosso, João Bosco, Marco Pereira, Paulo Moura. Recentemente, gravou com Chico Buarque e Milton Nascimento para o disco da cantora portuguesa Carminho.

Capa do álbum "Todo mundo quer amar", de Zé Paulo Becker, Marcos Sacramento e Paulo César Pinheiro

Capa do álbum “Todo mundo quer amar”, de Zé Paulo Becker, Marcos Sacramento e Paulo César Pinheiro

Durante sua carreira foi contemplado por prêmios expressivos no cenário da música brasileira. Em 1990, ganhou o Concurso Nacional de Violão Villa-Lobos. Também venceu o III Festival de Música Instrumental de Guarulhos, em 2009. Seu disco com o Trio Madeira Brasil & Roberta de Sá foi vencedor na categoria melhor álbum de MPB do Prêmio da Música Brasileira, no ano de 2011.

- Novidades no Facebook de Lineu Bravo Luthier

- Mais sobre a carreira de Zé Paulo Becker