Português
LinkedInPinterestEmail

Músico australiano Mike Bevan dissemina a música brasileira tocando violão 7 cordas Lineu Bravo em novo álbum

Mike Bevan com o violão feito pelo luthier Lineu Bravo

Mike Bevan com o violão feito pelo luthier Lineu Bravo

O prestigiado músico australiano Mike Bevan lançou um disco com alta influência brasileira recentemente. Mike dissemina o choro pelo mundo tocando um instrumento construído pelo luthier Lineu Bravo: um violão sete cordas com tampo de Cedro Canadense, faixas e fundo em Jacarandá Indiano e escala elevada em Ébano.

Bevan ficou sabendo do trabalho de Lineu através do carioca Maurício Carrilho (também cliente do luthier) e ficou interessado em fazer uma encomenda. Depois, ao ver o violão Lineu Bravo do também australiano Doug de Vries, resolveu que também queria um instrumento feito por Lineu para chamar de seu.

Mike finalmente fez a sua encomenda, e em 2010 o violão 7 cordas foi entregue ao músico.

Além de Mike Bevan, outros artistas australianos que tocam o violão de Lineu são Doug De Vries e Julian Scheffer.

Histórico musical de Mike e Andy Bevan

Os músicos australianos Mike e Andy Bevan cresceram em Adelaide, na Austrália, e começaram a jornada musical cedo, ainda adolescentes, tocando juntos: Mike no violão 7-cordas e Andy na flauta e no saxofone. Tocavam rock, blues e jazz, e, mais tarde, música brasileira.

Construíram uma carreira, consagrando-se como músicos respeitados e talentosos, e também trilharam caminhos musicais separadamente. Mike tocando jazz, blues e música brasileira no Brasil, Austrália, Japão, Coréia e Estados Unidos, sempre participando de muitos festivais aclamados. Vale a pena citar que ele tocou em companhia de dois notáveis clientes do luthier Lineu Bravo no “Adelaide International Guitar Festival”: o brasileiro Yamandú Costa e o australiano Doug de Vries.

Já Andy Bevan passou pela Indonésia, Tailândia, Nepal e Índia, sempre absorvendo as culturas e tradições musicais destes lugares, e por fim, ficou no Japão, onde atualmente grava e toca com os artistas mais renomados do país.

Andy Bevan/Foto: Andy Bevan Music

Andy Bevan/Foto: Andy Bevan Music

Novo disco da dupla e a influência brasileira

Mesmo morando em lados opostos do mundo, Mike e Andy Bevan nunca deixaram de tocar juntos e, no final do ano de 2016, eles decidiram lançar o primeiro disco oficial em parceria, chamado “Never Too Far Away”, com composições originais singulares e que exalam sensibilidade, em diversos gêneros. Neste vídeo, temos choro composto pelos australianos Mike e Andy Bevan:

É possível encontrar muitas influências brasileiras no disco, dos mais respeitados compositores brasileiros, como Guinga e Maurício Carrilho, ambos também clientes de Lineu Bravo.

Fonte: Stick Tickets

Sobre Lineu Bravo

Lineu Bravo é luthier autodidata, apreciador de boa música. Desde cedo desenvolveu intimidade com a madeira na marcenaria do pai. Construiu o primeiro instrumento aos 14. Desde então, seus violões, cavacos, bandolins e violas têm ido parar nas mãos de grandes músicos. Guinga, Marcus Tardelli, Marco Pereira, João Bosco, Zélia Duncan, Yamandú Costa, Chico Buarque, Ulisses Rocha, Hamilton de Holanda, Ângela Muner, Rogério Caetano, Maurício Carrilho, Luciana Rabello, João Lyra, Maurício Marques, Edson Lopes, Alessandro Penezzi, Juarez Moreira, Fernando César, Jayme Vignoli, Flávio Apro, Giacomo Bartoloni, Swami Jr, Rosa Passos, Ana Carolina, Zé Paulo Becker, Douglas Lora e todos os integrantes do Quarteto Maogani são alguns deles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>