Português

Blog

Lineu Bravo, o luthier que faz violão de ouvido 

Chico Buarque, Ana Carolina, Yamandu Costa, Guinga, Marcus Tardelli, Marco Pereira, Ulisses Rocha, Hamilton de Holanda, Ângela Muner, Daniel Santiago, Rogério Caetano, Mauricio Carrilho, Luciana Rabello, João Lyra, Oscar Ferreira, Alessandro Penezzi, Juarez Moreira, Fernando César, Jayme Vignoli, Flávio Apro, Giacomo Bartoloni, Swami Jr., Rosa Passos, Zé Paulo Becker e todo o Quarteto Maogani têm mais em comum do que o fato de serem músicos: todos eles possuem um violão de Lineu Bravo, luthier de Sorocaba que vive desde 2008 em Taubaté.

- Saiba mais na matéria da ar.v Cultural

As peças essenciais na carreira do luthier Lineu Bravo: clientes estrelados

Lineu Bravo conta as peculiaridades de alguns de seus famosos clientes

O Luthier Lineu Bravo possui uma forma peculiar de trabalho. Consegue, com seu jeito próprio, entender a vibração da madeira de forma completamente intuitiva, sendo essa a sua principal ferramenta.

Lineu relata que a busca por clientes diferenciados sempre fez a diferença no resultado de seu minucioso trabalho: “Com o passar do tempo, continuei procurando sempre músicos mais exigentes e assim meu trabalho foi e continua se desenvolvendo. É muito interessante como as necessidades e expectativas de diferentes músicos variam de acordo com o estilo musical de cada um, o que me força a fazer instrumentos com o máximo de qualidade possível.”.

Luthier Lineu Bravo em sua oficina em Taubaté/Foto: Pedro Ivo Prates

Luthier Lineu Bravo em sua oficina em Taubaté/Foto: Pedro Ivo Prates

Entende-se, desta forma, que o nascimento da arte é a mistura perfeita de todos os itens envolvidos: construção do instrumento, músico e música, público.

Conheça um pouco mais sobre alguns dos clientes de Lineu Bravo, que sempre foram e serão essenciais em sua história e carreira de luthier!

Guinga

17903438_1273863849365410_6959071218334829092_n

O talentoso Guinga é um dos grandes compositores da música brasileira de todos os tempos e respeitado por todos os músicos brasileiros: toca violão, compõe e canta. “Guinga é simplesmente genial”, elogia o luthier Lineu Bravo.

João Lyra

jaolira1

Músico nordestino, nascido no Alagoas, profundo conhecedor de todos os tipos de música. Lineu acredita que a riqueza da música deste violonista está no fato de que ele nunca abandonou suas raízes: “Conhece muito de toda música universal, mas com um pé no nordeste, que ele não tira jamais”.

Chico Buarque

chicobuarque

Cliente de Lineu Bravo que dispensa apresentações. O luthier explica sua grande honra: “Ele tem o violão como parceiro de composição. Compõe ao violão e o fato de ele ter um violão meu é uma medalha.”.

Marcus Tardelli

marcus tardelli_fig_maior

Solista de violão, reinventou o instrumento, criando uma nova forma de tocá-lo. Lineu Bravo explica: “O violão na mão dele vira outro instrumento.”.

Marco Pereira

marcopereira

Conhecido mundialmente, o músico é uma das grandes referências internacionais do violão brasileiro. Lineu explica que ele transita entre estilos muito bem: “Ele tem um pé no erudito e outro no popular e faz as duas coisas com muita propriedade”.

 Rogério Caetano

rogerio-caetano-violao-lineu-bravo-1024x682

É um grande representante do Choro e consegue, com a escola do choro do violão de 7 cordas de aço brasileiro, transitar em todos os gêneros musicais: “Hoje, é um dos músicos mais requisitados do brasil”.

Hamilton de Holanda

12065630_1004934909565102_7519149933871143436_n-300x200

Hamilton é bandolinista, vindo da escola do Choro. Criou um novo instrumento ao transformar o bandolim de 8 cordas em um bandolim de 10 cordas. Também toca outros instrumentos, como o violão tenor, e possui um construído por Lineu Bravo. Atualmente, Hamilton transita por todos os gêneros musicais, do forró ao jazz contemporâneo.

Mauricio Carrilho e Luciana Rabello

foto jornal o globo

Parceiros musicais de longa data: Maurício tocando violão 7 cordas e Luciana o cavaquinho, ambos possuem instrumentos construídos por Lineu Bravo. Possuem uma gravadora especializada em choro, a Acari Records e também a escola portátil de música, uma usina de produção de grandes músicos. “Muita gente passou e passa por lá, eles são os grandes responsáveis pelo fato de o choro estar tão vivo hoje no Brasil”, conta Lineu.

João Bosco

Lineu-e-Joao-Bosco_credito-Bruno-carvalho

João Bosco, um dos grandes nomes da MPB, é uma referência não apenas como cantor e como compositor, desde a década de 70, mas também devido a sua forma muito peculiar de tocar o violão: “Ele usa o violão para se acompanhar, tem uma pegada única. Respeitadíssimo por todos os músicos, além de compositor é um grande instrumentista”.

Alessandro Penezzi

alessandropenezzi

Músico talentoso e criativo: “Ele é virtuoso e criativo, possui uma grande sensibilidade, faz coisas no violão que são impossíveis de fazer”, conta o luthier.

 Fernando César

10606234_748517548549003_2465579307154394240_n

Músico cuidadoso e elaborado, também atua como professor em Brasília, orientando músicos iniciantes. “Ele é um grande professor, forma, apoia e produz muita gente. Por isso é um dos grandes fomentadores da música brasileira.”, conta Lineu Bravo.

Novidades nas carreiras dos clientes de Lineu Bravo, acesse:

- Guinga

- João Lyra

- Chico Buarque

- Marcus Tardelli 

- Marco Pereira 

- Rogério Caetano 

- Hamilton de Holanda 

- Luciana Rabello 

- Maurício Carrilho 

- João Bosco 

- Alessandro Penezzi

- Fernando César 

 

Sobre Lineu Bravo

Lineu Bravo é luthier autodidata, apreciador de boa música e morador da cidade de Taubaté, São Paulo. Desde cedo desenvolveu intimidade com a madeira na marcenaria do pai. Construiu o primeiro instrumento aos 14. Desde então, seus violões, cavacos, bandolins e violas têm ido parar nas mãos de grandes músicos. Guinga, Marcus Tardelli, Marco Pereira, João Bosco, Yamandú Costa, Chico Buarque, Ulisses Rocha, Hamilton de Holanda, Ângela Muner, Rogério Caetano, Maurício Carrilho, Luciana Rabello, João Lyra, Maurício Marques, Edson Lopes, Alessandro Penezzi, Juarez Moreira, Fernando César, Jayme Vignoli, Flávio Apro, Giacomo Bartoloni, Swami Jr, Rosa Passos, Ana Carolina, Zé Paulo Becker, Douglas Lora e todos os integrantes do Quarteto Maogani são alguns deles.

 

 

Elder Costa, músico, produtor e violonista, toca violão Lineu Bravo

Conheça um pouco mais da carreira do músico que adquiriu violão do luthier Lineu Bravo

20429579_1267059120106528_7920692227871109479_n

Elder Costa é pós graduado em “Canção Popular” pela Faculdade Santa Marcelina (SP), bacharel em Violão pela Faculdade Mozarteum (SP) e licenciado em Música pela Universidade de Três Corações (MG).

Carreira na música

Sua trajetória musical começou no Conservatório Estadual de Minas Gerais de Pouso Alegre, onde participou de vários grupos musicais.  Também lecionou violão no Conservatório Estadual de Pouso Alegre (MG) e no Conservatório Souza Lima, em São Paulo.

No começo dos anos 90, formou a banda Toque de Midas, gravou, com o grupo, três álbuns, fez shows por todo o país e recebeu, em 1996, uma indicação para “Melhor Banda” no Prêmio Sharp, ao lado de Titãs e Paralamas do Sucesso.

Elder Costa integrou como guitarrista, a banda da cantora Ana Carolina, de 1999 até 2003. Participou do DVD “Ana Rita Joana Iracema Carolina”, dividindo as guitarras com o renomado produtor Liminha.

Em 2002, ele lançou seu primeiro trabalho solo, o CD “Lindas e Benditas” com participações de Milton Nascimento e Ana Carolina. Este trabalho alcançou uma expressiva marca de vendas no mercado independente.

O músico participou ainda da turnê de Milton Nascimento pelo circuito Telemig Celular de Cultura e do projeto Novas Caras da Música Brasileira, junto com Ivan Lins, Marina Lima, Zeca Baleiro, Chico César e Rita Ribeiro, lançado pela Abril Music.

Também já teve a oportunidade de atuar ao lado de artistas como Toninho Horta, Beto Guedes, Lô Borges, Samuel Rosa, Maria Bethânia, Marina Lima, Adriana Calcanhoto, Daniela Mercury e Alcione.

Elder Costa já passou por 15 países europeus participando como violonista das turnês internacionais o Lendário Trio Mocotó e também atua como produtor e organizador do FAM (Festival de Artes da Mantiqueira), na cidade de Gonçalves, no sul de Minas.

O talentoso músico transita em diversos estilos, desde a sua origem brejeira ao universo pop, fazendo ainda uma MPB com sotaques regionais.

Novidades na carreira

O músico prepara um novo disco, um CD autoral, meio canção, meio instrumental, com algumas peças para violão.

Elder Costa e o violão Lineu Bravo

Violão Lineu Bravo de Elder Costa

Violão Lineu Bravo de Elder Costa

Elder Costa, exímio músico, produtor e violonista, adquiriu um violão Lineu Bravo tampo em Cedro Canadense e fundo em Jacarandá Indiano, feito em 2014. Recentemente, ele estreou o instrumento em estúdio para o novo disco que em breve será lançado e, segundo ele, será autoral com peças instrumentais.

Elder ficou sabendo do trabalho do luthier através de um amigo, o violonista Marco Elízeo, de Três Pontas. Marco elogiou muito o trabalho de Lineu Bravo e contou ao músico que ele morava em uma cidade próxima. Na época, Lineu morava em Paraisópolis e ele em Gonçalves, ambas no sul de Minas.

Elder Costa e seu violão Lineu Bravo

Elder Costa e seu violão Lineu Bravo

Confira o depoimento deixado por Elder Costa sobre seu violão Lineu Bravo:

“O violão feito pelo Lineu é uma obra de arte! Sinto que toda vez que vou toca-lo tenho que pedir sua bênção. O instrumento por si próprio se impõe! Quem toca mal provavelmente não vai conseguir tocá-lo.”

Sobre Lineu Bravo

Lineu Bravo é luthier autodidata, apreciador de boa música e morador da cidade de Taubaté, São Paulo. Desde cedo desenvolveu intimidade com a madeira na marcenaria do pai. Construiu o primeiro instrumento aos 14. Desde então, seus violões, cavacos, bandolins e violas têm ido parar nas mãos de grandes músicos. Guinga, Marcus Tardelli, Marco Pereira, João Bosco, Yamandú Costa, Chico Buarque, Ulisses Rocha, Hamilton de Holanda, Ângela Muner, Rogério Caetano, Maurício Carrilho, Luciana Rabello, João Lyra, Maurício Marques, Edson Lopes, Alessandro Penezzi, Juarez Moreira, Fernando César, Jayme Vignoli, Flávio Apro, Giacomo Bartoloni, Swami Jr, Rosa Passos, Ana Carolina, Zé Paulo Becker, Douglas Lora e todos os integrantes do Quarteto Maogani são alguns deles.

- Mais novidades no Facebook Lineu Bravo Luthier

- Confira as novidades do luthier Lineu Bravo em seu Instagram

- Confira novidades na carreira de Elder Costa em sua página no Facebook

- Site Oficial Elder Costa

 

 

Dica Lineu Bravo: conheça a revista Violão Mais

Dica para os amigos amantes de música e violão! A revista digital Violão Mais é gratuita, basta se cadastrar para ter acesso à mais completa publicação do segmento: http://www.violaomais.com.br/

Na imagem, uma edição com o cliente de Lineu Bravo, Swami Jr., na capa!

18447446_1210998669022942_2722965801499515470_n

Sobre Lineu Bravo

Lineu Bravo é luthier autodidata, apreciador de boa música e morador da cidade de Taubaté, São Paulo. Desde cedo desenvolveu intimidade com a madeira na marcenaria do pai. Construiu o primeiro instrumento aos 14. Desde então, seus violões, cavacos, bandolins e violas têm ido parar nas mãos de grandes músicos. Guinga, Marcus Tardelli, Marco Pereira, João Bosco, Yamandú Costa, Chico Buarque, Ulisses Rocha, Hamilton de Holanda, Ângela Muner, Rogério Caetano, Maurício Carrilho, Luciana Rabello, João Lyra, Maurício Marques, Edson Lopes, Alessandro Penezzi, Juarez Moreira, Fernando César, Jayme Vignoli, Flávio Apro, Giacomo Bartoloni, Swami Jr, Rosa Passos, Ana Carolina, Zé Paulo Becker, Douglas Lora e todos os integrantes do Quarteto Maogani são alguns deles.

- Mais novidades no Facebook Lineu Bravo Luthier

- Confira as novidades do luthier Lineu Bravo em seu Instagram

Conheça o músico Ivan Melo, cliente de Lineu Bravo

O violonista Ivan Melo nasceu no Brasil e, desde 2011, mora em Londres, onde já se apresentou em locais de prestígio, como as Paraolimpíadas de 2012, QueenElizabeth Hall e Richmond Theatre. Já fez parcerias com Iron Maiden e com o ganhador do Grammy Snarky Puppy. Atualmente, ele dá aulas de violão, compõe e faz apresentações solo e com o grupo Hans Prya. Tudo isso em companhia de um violão 7 cordas que o luthier Lineu Bravo construiu para ele em 2016.

16995961_1055584137879331_8736922606410618777_n

Sobre Lineu Bravo

Lineu Bravo é luthier autodidata, apreciador de boa música e morador da cidade de Taubaté, São Paulo. Desde cedo desenvolveu intimidade com a madeira na marcenaria do pai. Construiu o primeiro instrumento aos 14. Desde então, seus violões, cavacos, bandolins e violas têm ido parar nas mãos de grandes músicos. Guinga, Marcus Tardelli, Marco Pereira, João Bosco, Yamandú Costa, Chico Buarque, Ulisses Rocha, Hamilton de Holanda, Ângela Muner, Rogério Caetano, Maurício Carrilho, Luciana Rabello, João Lyra, Maurício Marques, Edson Lopes, Alessandro Penezzi, Juarez Moreira, Fernando César, Jayme Vignoli, Flávio Apro, Giacomo Bartoloni, Swami Jr, Rosa Passos, Ana Carolina, Zé Paulo Becker, Douglas Lora e todos os integrantes do Quarteto Maogani são alguns deles.

- Mais novidades no Facebook Lineu Bravo Luthier

- Confira as novidades do luthier Lineu Bravo em seu Instagram