Português
posted by
LinkedInPinterestEmail

Há madeiras consagradas na construção de violões. O luthier brasileiro Lineu Bravo fala aqui sobre suas preferências em relação às madeiras

Para o tampo do violão, Lineu Bravo utiliza o Cedro Canadense ou o Abeto Europeu. “Cada madeira com suas características, produzem um som lindo e são utilizadas no mundo inteiro em violões de altíssima qualidade”, conta o luthier.

Violão com tampo em Cedro Canadense, faixas e fundo em Jacarandá Indiano.

Violão de sete cordas com tampo em Abeto Europeu, faixas e fundo em Maple Europeu e escala elevada em Ébano.

Já para a faixa lateral e o fundo, Lineu Bravo Luthier gosta de usar o Jacarandá Brasileiro, Jacarandá Indiano ou Maple Europeu.

Fundo em Jacarandá Indiano e braço em Mogno Brasileiro

De acordo com Lineu Bravo, atualmente, há dificuldade para se encontrar a madeira do Jacarandá Brasileiro. “Hoje, tenho usado menos o Brasileiro, porque está cada vez mais raro e difícil de encontrar e também mais caro. Já o Jacarandá Indiano pode ser encontrado com muita facilidade, chegando ao Brasil com uma qualidade fantástica, por um preço razoável. Então, eu uso cada vez mais a madeira do Jacarandá Indiano.”

Segundo o luthier brasileiro, existem madeiras africanas e outras madeiras brasileiras que podem ser usadas também. “Eu já usei várias, tiveram um resultado também muito bom. Mas, por uma questão de mercado e de facilidade de acesso às já citadas, eu não tenho feito pesquisa de madeiras, pois trabalho com aquilo que sei que funciona e confio”, explica.

Tampo em Cedro Canadense e escala elevada em Ébano

Lineu Bravo constroi a escala de Ébano e braço do violão com Cedro Brasileiro ou Mogno Brasileiro.

“Pronto, a partir daí você tem possibilidade de construir violões com qualidade fantástica. Claro que um luthier que está começando, que vende seus instrumentos por um valor muito baixo, pode fazer algumas pesquisas sobre madeiras justamente para baratear custo. Mas, como eu já trabalho em uma faixa de preço um pouco mais condizente com a qualidade dos meus instrumentos, não faz sentido eu querer correr riscos, arriscando a qualidade. Porém, o mais importante é ter em mente que a qualidade dos materiais é somente a metade da história. A habilidade, experiência e sensibilidade na construção é que irão definir a excelência do instrumento,” explica Lineu.

Entrevista cedida à Mayara Fujikake

 

- Portal da Música: as principais madeiras para violão

- Assista aos vídeos do Lineu Bravo no Youtube

- Mais novidades no Facebook de Lineu Bravo

 

 

 

 

3 thoughts on “As madeiras preferidas de Lineu Bravo Luthier

  1. eu adimiro muito seu trabalho sou apaixonado pela lutheria gostaria muito de aprender essa arte fascinante,o que eu preciso para construir um instrumento quais as ferramentas basica!eu trabalho com moveis macinaria

  2. pois é eu andei pesquizando alguns,tipos de madeiras no caso jacarandá piranga da amazonia . kundurú (falso pau brasil)andiroba,piqui,cedro brasileiro ou cedrinho, e todas elas medão satisfação no son . algumas pesadas ,nesse caso temos que afinar mais uma espessura de 1,5 mm lataral e fundo. agora para o tampo nada substitui o cedro canadense ou o abeto.11 sou um admirador do lineu , os instrumentos são umas joias .parabens mais uma vez!!abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>